Pré-projeto:
Consumo consciente em Visconde de Mauá

Um Programa autosustentável para fomentar o consumo da produção local de alimentos através da profissionalização da distribuição e da valorização dos produtos e produtores da região, visando promover o desenvolvimento econômico de modo sustentável e endógeno

Objetivos específicos:

  1. estimular a produção local de alimentos, gerando emprego e renda na região;
  2. organizar a produção local de modo a atender as necessidades dos compradores;
  3. criar mecanismos de distribuição específicos para atender as necessidades de cada segmento comercial da região: mercados de auto-serviço; pousadas; restaurantes, e escolas;
  4. motivar os comerciantes e empresários turísticos a comprarem mais alimentos produzidos na região, por vários motivos, beneficiando-se e beneficiando a comunidade e os turistas;
  5. conscientizar a população sobre as vantagens nutricionais, socioeconômicas e ambientais de consumir alimentos produzidos localmente;
  6. envolver os jovens do Colégio Estadual Antônio Quirino (na vila de Visconde de Mauá – único colégio com 2º. Grau em toda a região) porventura interessados em participar do Programa, como estagiários, entrando em contato com questões ligadas à cidadania, economia solidária, consumo consciente, agricultura orgânica, meio ambiente, gestão de negócios (planejamento, controle, marketing, comunicação, informática), empreendedorismo, liderança etc.
Metodologia:
  1. O projeto prevê a criação de um Programa permanente nos moldes dos “programas de excelência e de fidelidade” amplamente utilizados no universo do marketing das grandes indústrias, porém adaptados para as condições locais e os princípios da economia solidária.
  2. Preliminarmente, a proposta do Programa e seus benefícios serão divulgados junto à comunidade e aos comerciantes e empresários locais através de matérias da mídia regional (jornais Beira Rio, Ponte Velha, Folha Fluminense e TV-RioSul) e da internet, além de contatos com as associações comerciais e ONGs locais, e com o Colégio Estadual Antonio Quirino e outras escolas (1º. Grau) da região, de modo a conscientizar os moradores e empresários sobre a importância do Programa para construirmos uma comunidade mais sustentável e resiliente, mais apta a enfrentar os desafios que o futuro promete.
  3. Fazer um levantamento dos alimentos (in natura e processados) produzidos na região, bem como os seus produtores, seus sistemas produtivos, verificando sua capacidade e sua vontade de se integrar à rede de produtores ligados ao Programa, suas possibilidades de expansão, projeções, alternativas etc.
  4. Contatar os grandes compradores (autoserviço, pousadas, restaurantes, Colégio/escolas) agora já mais conscientes das vantagens de comprar localmente para atender melhor as expectativas de seus clientes e desenvolver as condições socioeconômicas e ambientais da região, para lhes apresentar nossa proposta comercial.
  5. Cada segmento de mercado terá um plano comercial específico, com benefícios e contrapartidas conforme a tabela a seguir:
Segmento Benefício Contrapartida
Mercados de Autoserviço • Ter sua marca incluída nos materiais promocionais divulgados pelo Programa.
• Instalar uma “placa de reconhecimento” da Associação dos Produtores Rurais como integrante do Programa de economia solidária da região.
• Atender a crescente demanda por produtos locais já existente hoje, principalmente por parte dos turistas.
• Instalar o display de venda de produtos fornecido pelo Programa em uma “área de primeiro impacto” dentro do estabelecimento.
• Colocar o banner dentro do estabelecimento e a faixa na área externa, fornecidos pelo Programa.
• Não trabalhar com margem superior a 20% sobre os preços pagos aos produtores locais.
Pousada • Idem
• Idem
• Idem
• Expor em sua mesa de café da manhã, ao menos 50% dos produtos provenientes da região.
• No caso de haver almoço, ao menos 35% do cardápio seja produzido a partir de produtos locais.
Restaurante • Idem
• Idem
• Idem
• Ao menos 35% dos produtos que constam em seu cardápio devem ser preparados com ingredientes produzidos localmente, ou vendidos pela Associação de Produtores Rurais
Colégio Estadual Antônio Quirino • Ter seu nome incluído nos materiais promocionais divulgados pelo Programa.
• Idem
• Nutrir melhor os estudantes, resultando em benefícios físicos e mentais
• Oferecer aos jovens interessados a oportunidade de participar do planejamento e operações do Programa, como estagiário e/ou como produtor.
• Idem
• Instalar na cantina escolar o display fornecido pelo Programa, oferecendo apenas produtos locais.

Metas

O Programa pretende se expandir progressivamente durante o primeiro ano de atividades, incluindo cada vez mais estabelecimentos comerciais da região, conforme mostra a tabela abaixo.

Segmento Após 3 meses Após 6 meses Após 12 meses
Autoserviço 4 7 10
Pousadas 10 20 30
Restaurantes 10 15 20

Viabilidade econômica

Para demonstrar a viabilidade econômica da iniciativa, exigência inescapável em qualquer projeto, é preciso prever a sustentabilidade do sistema, para além do apoio inicial.

Como é difícil, a princípio, conhecer a real situação dos diversos produtores, para, a partir dela verificar a viabilidade do projeto, talvez seja melhor fazer o contrário, desenvolvendo o seguinte raciocínio reverso:

  1. O sistema de distribuição vai recolher 10% do que foi faturado pelos produtores que usaram os seus serviços para comercializar seus produtos.
  2. Para se manter viável, esses 10% devem corresponder a 500,00 em média nos três primeiros meses; chegar a 750,00 nos três meses seguintes; e atingir 1.000,00 nos três meses subsequentes, para poder manter uma pessoa dedicada em horário integral a recolher encomendas, entregar produtos, recolher eventuais sobras, controlar o movimento, receber pagamentos, distribuir o apurado entre os produtores etc. e ainda pagar o combustível e a manutenção de um veículo.
  3. Isso significa que precisamos vender, em média, nos três primeiros meses, 5 mil reais; pouco mais de 1.000 por semana, nos primeiros super-mercados, pousadas e restaurantes que aderirem ao programa.
  4. Para projetar essa meta de venda, precisamos identificar os 5 principais produtores locais (os mais profissionais e consistentes) e conversar com eles sobre seus produtos e perspectivas, para compor uma "cesta" de produtos que possa chegar logo, em prazos sucessivos, aos respectivos valores de vendas mensais previstos.

Estratégia de divulgação / conscientização

1- Escolas

Trabalhar oficinas com os jovens do Colégio Estadual Antônio Quirino e das escolas municipais, que incluam o debate a respeito da economia solidária e do consumo consciente. Criar uma parceria com os jovens que participam do programa “Prójovem”, da secretaria de Assistência Social do município de Itatiaia, de modo a envolvê-los como protagonistas importantes do Programa.

Elaborar uma cartilha ilustrada (tiragem: 1000 exemplares) a respeito do tema, com a participação dos estudantes interessados em participar da sua produção, escrevendo, desenhando, fotografando, diagramando etc., para ser distribuída na comunidade, alcançar as famílias dos mais de 500 jovens que estudam no Colégio Estadual Antônio Quirino.

2- Associações locais

Participar das reuniões do maior número possível de associações locais, comerciais, empresariais, de moradores, ONGs etc., pautando o assunto previamente e fazendo a divulgação do Programa e seus benefícios.

Distribuir o folheto básico sobre o Programa e seus benefícios (tiragem 1000 exemplares).

3- Imprensa

Será criado um grupo de trabalho de comunicação, integrado principalmente por jovens do Colégio Estadual, para preparar, com nosso apoio, materiais de divulgação, press-releases etc., para a encaminhar à mídia local e regional.

Estratégia de comunicação / publicidade

  1. Distribuição do folheto básico citado acima, disponível no próprio display nos mercados, em locais adequados em restaurantes e pousadas etc.
  2. Instalação de seis pequenas placas ao longo da estrada, convidando os turistas a procurarem estabelecimentos (pousadas e restaurantes, principalmente) onde se trabalha com alimentos produzidos localmente.
  3. Afixação de faixas e banners (galhardetes) nos dez mercados de autoserviço integrados ao Programa.
  4. Colocação de um display para venda dos produtos locais nos dez mercados de autoserviço integrados ao Programa.

A comunicação de cunho publicitário divulga a importância do consumo consciente e dos preceitos do comercio solidário e informa sobre os produtos disponíveis.

Também serve para divulgar as marcas dos estabelecimentos participantes.

Recursos necessários para a comunicação do Programa no 1º. ano Produção de impressos

Produto Especificações Quantidade Valor
Folheto (folder) básico para divulgar o programa no meio empresarial local (pousadas, restaurantes, mercados de auto-serviço etc.), focando nos aspectos comerciais, impactos sociais, atrativo turístico etc., e informando os benefícios e as contrapartidas decorrentes da participação. 21 x 29,7 cm (A4) Papel reciclado 120g 4 cores - frente e verso 1.000 790,00
Cartilha sobre consumo consciente e economia solidária a ser desenvolvida e produzida em conjunto com os estudantes do Colégio Estadual Antônio Quirino mais interessados em participar do programa. 14,8 x 21 cm (A5) Papel reciclado 90g 2 cores - capa e 12 pgs. 1.000 1.390,00
Panfleto para distribuição à população em geral (comunidade local e turistas), e para ficarem disponíveis nos pontos-de-venda e nos estabelecimentos comerciais, junto aos produtos locais vendidos 10 x 21 cm (1/3 de A4) Papel reciclado 90g 4 cores - frente e verso 10.000 980,00
Subtotal 1 3.160,00

Produção de itens especiais

Produto Especificações Quantidade Valor
Placa a ser afixada nos estabelecimentos comerciais informando que a pousada, restaurante ou mercado participa do Progama, oferecendo produtos de qualidade e promovendo a economia local. 21 x 29,7 Acrílico impresso em silkscreen (2 cores) Personalizado (nome) 10 mercados
30 pousadas
20 restaurantes
Total = 60
2.400,00
Faixas promocionais 60 x 200 cm
4 cores,
só frente
Madeira e corda p/ fixação
10 mercados
+ 5 extras
Total = 15
1.500,00
Galhardetes (banners verticais) 40 x 60 cm
Plástico PVC 1mm
4 cores,
só frente
10 mercados
+ 10 extras
Total = 20
500,00
Displays de venda nos mercados de auto-serviço 60 x 48 x 205 cm
Bambu e/ou metal
5 bandejas e uma área para informações
10 mercados
Total = 10
3.000,00
Subtotal 3 7.400,00
Total Geral 10.560,00

Produtores potenciais beneficiários

n# Produtor /
Produtora
Principais produtos Faturamento
a curto prazo
01 Ana Rita    
02 Carmen    
03 Daniel    
04 John    
05 Kashi    
06 Márcia    
07 Nereida    
08 Sandra    
09 Sérgio    
10 Vig