Visconde de Mauá, 12 de janeiro de 2012

 

Sr. Vice-Governador:

 Promessa é Dívida.

 

Está bem fresco na memória de todos os presentes, parece até que foi ontem; dia nove de dezembro de 2011, inauguração do asfaltamento da estrada-parque. Em um palco quase que em frente à igreja de São Sebastião, na entrada da Vila de Visconde de Mauá. Muitos sorrisos, risadas e discursos das autoridades presentes. Até que chega a vez do Vice-Governador, o sr. Luis Fernando "Pezão" que, de microfone na mão, promete a "obra de manutenção e conservação da estrada RJ-151, trecho Visconde de Mauá - Maromba" para o período de férias de final de ano. Fecha o pano, aplausos.

PROMESSA - Vice-Governador Luis Fernando "Pezão": "Porque nós iremos entregar até o final deste ano ...." DÍVIDA - Prefeito Luis Carlos Ipê: passe a mão no telefone e cobre ....

Agora, inicio de janeiro, novo ano, passados pouco mais de mês da festa política; em que pé estamos? Como se encontra o trecho da RJ-151, pertencente ao municipio de Itatiaia?

Este trecho já foi denunciado no Blog da ASSOMAR, no dia 29 de dezembro do ano passado. A foto acima foi tirada no dia 11 de janeiro. Este ponto fica situado entre o posto de combustível e o único cemitério da região. Todos os dias trafegam por aqui caminhões carregados. São mais de 30 TONELADAS !!!! Este é o ônibus da Cidade do Aço que passa por aquele trecho todos os finais de semana. O veículo, vazio, pesa mais de 13 toneladas e têm a capacidade de transportar 47 passageiros por viagem. Imaginem que cada passageiro, com sua bagagem, pese aproximadamente 70 kgs. Esse ônibus, com seus passageiros, passa por aquele barranco pesando aproximadamente 16,3 toneladas. ALGUÉM SE HABILITA A FAZER ESTE PASSEIO?

 

É bem provável que o Vice-Governador não tenha conhecimento da situação, afinal ele encontra-se na capital e talvez não esteja recebendo notícias específicas. Então, agora é o momento do Sr. Luis Carlos Ipê, prefeito de Itatiaia, passar a mão no telefone e cobrar a promessa feita sob a fina garoa que caía naquela manhã de dezembro. Porque o Sr. Ipê deve estar bem informado da situação, afinal para que mais a prefeitura arcaria com a despesa de ter um Centro Administrativo em Maringá, se não fosse para que o governo municipal ficasse bem informado sobre o que ocorre em seus domínios, e pudesse prestar aos seus munícipes a ajuda e o auxílio de que necessitam? Então, Sr. Prefeito, pegue esse telefone, faça a ligação e cobre a promessa feita.

 

A Região de Visconde de Mauá merece ser defendida.


Mas, Sr. Prefeito, lembre-se de que é só para fazer MANUTENÇÃO e CONSERVAÇÃO. Lembre ao Sr. Vice-Governador que,  mesmo que ele não tivesse feito a promessa que fez (na sua frente), a estrada de que falamos – a RJ-151 –  é de responsabilidade do estado. O que o Sr. estará solicitando é simplesmente que o DER-RJ cumpra com o seu papel.


Enquanto essa estrada continuar sendo parte da RJ-151, é obrigação do estado MANTER e CONSERVÁ-LA. Lembre ao Vice-Governador que o alargamento da estrada não é permitido, por desestabilizar encostas e invadir a Área de Proteção Permanente – APP do Rio Preto, provocando o assoreamento de um rio federal (por separar dois estados da federação), situado dentro da APA Federal da Serra da Mantiqueira, onde não se podem cometer crimes ambientais sem atrair a atenção dos moradores e do Ministério Público.


Lembre-se que nessa estrada o tráfego não é só de carros de passeio, ônibus e caminhões – há também o transporte escolar e das creches, e as ambulâncias. Temos a certeza de que todos concordamos que ninguém deseja ver fotos de um desses veículos no fundo de uma vala, por motivo de falta de serviços de MANUTENÇÃO E CONSERVAÇÃO.

Observem o processo de erosão que está ocorrendo sob a estrada e o pedaço da manilha quebrada dentro da vala. A continuar esse processo, até o poste vem abaixo.

 

Amanhã é sexta-feira, começa mais um final de semana: vale a pena arriscar?