Obra Na RJ-151 Prossegue Disfarçada de Mera "Manutenção"


O DER comandado pelo vicegovernador "Pezão" continua acreditando-se acima da legislação ambiental brasileira e vem destruindo o cenário que caracterizava a nossa região, desfigurando agora a RJ-151 e nos oferecendo uma prévia do que veremos ocorrer acima da vila de Visconde de Mauá, rumo à região turística de Maringá, Maromba e do Parque Nacional de Itatiaia.

A Mauatur, associação que congrega os empresários locais assiste à destruição dos atrativos de modo indiferente, impotente e desde que se isolou dos moradores que tentam enfrentar os desmandos e crimes ambientais, que só contam com o apoio dos Ministérios Públicos Federal e Estadual - que parece muito, mas é pouco diante da truculência do governo estadual em conluio com o governo federal (Ministério do Meio Ambiente, Ibama, Ministério do Turismo, Prodetur etc.).

Notem que a obra da RJ-151 teve agora sua licitação embargada sine die pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, mas o "Pezão" mandou a Seobras e o DER atacarem o ambiente mesmo assim, contando com a irreversibilidade do fato consumado.


O DER começou a obra de alargamento e destruição da RJ-151 alegando que se trata de mera "manutenção de rotina", que não exige licenciamento nem licitação. E ainda poupa despesas e dor de cabeça para a Ipê ou outra empreiteira que venha a ser contratada para continuar a "estraga-parque" ou "estrada-porca" ao longo do Rio Preto.



Um dos inúmeros "indívíduos arbóreos" abatidos na sanha construtiva do DER, comandado pelo "Pezão". E bota Pezão nisso...

Ficou bom mesmo, ver esta escada apoiada sobre o nada. O pessoal do Hotel Fronteira que se prepare, pois o seu terreno e a sua matinha vão ficar cada vez menores nos próximos anos, reduzidos pelos desbarrancamentos que virão.

 
É ou não é truculência, imprudência e ilegalidade?



Como se diz nos Estados Unidos: Good job!!!
E lá vai ela, toda amarela, em busca de novas paisagens para detonar...
 

Área de Preservação Permanente do Rio Preto. Lá em baixo, a carcaça de um carro roubado, depenado e esquartejado. Mais em cima, outro crime: o despejo de materiais da obra de conservação da RJ-151, padrão DER-Pezão-Vicente Loureiro. 

Tal como a Grande Muralha da China, a Grande Estrada RJ-151 também poderá ser vista da Lua.


Larga assim é melhor, por que a estrada já fica pronta para a futura duplicação e o tráfego em alta velocidade. Parece até aquelas estradinhas turísticas lindas na Espanha ou na Noruega.

Fotos: André Pol - setembro de 2011
Jogo do GRANDE ERRO
Encontre a grande diferença entre as imagens abaixo